Serial killer morre de COVID-19 na cadeia

Sofya Zhukova, de 81 anos, estava detida por três assassinatos, embora a polícia acreditasse que ela teria feito muito mais vítimas. Quando a polícia foi até a casa da idosa, encontraram intestinos humanos na geladeira.

De acordo com a polícia, uma de suas vítimas foi uma criança de 8 anos, Anastasia Alexeenko, que atirou sorvete em Sofya depois de receber ordens para ficar quieta. A cabeça decepada da criança foi encontrada em 2005, e na mesma época cães foram vistos se reunindo em volta do apartamento de Sofya para comer “carne fresca” que ela estava jogando fora.

Sofya teria começado a matar em 2005, após a morte do marido, e de acordo com o seus vizinhos, ela também matava gatos. De acordo com o jornal Mirror, uma moradora local, Tatyana, disse na época: “Sempre achamos estranho que, apesar de ser ranzinza e hostil, ela frequentemente encontrava tempo para cozinhar coisas para as crianças locais.

“Sempre foram pratos de carnes. As vezes ela dava para os adultos, comprava pratos com geleia para mim e para o meu marido”
E de acordo com Tatyana, a polícia alegou que ela usava carne das pessoas no preparo das refeições, e então, saía distribuindo pelas ruas.

No dia 5 de janeiro de 2020, Sofya Zhukova, aos 81 anos de idade, faleceu de COVID-19 em uma prisão na Rússia, onde aguardava o seu julgamento pela morte da menina Anastacia de 8 anos, o zelador do prédio onde ela morava e uma mulher de 77 anos, que era sua amiga.


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s