10 Crimes que aconteceram no Natal


1- Briga natalina

Dustin Lee Klopp era casado há três anos com sua esposa, Stephanie Kilhefner. Eles tinham dois filhos, um de 2 anos e o outro de 5. A família morava na Pensilvânia.

Na noite do dia 24 de dezembro de 2014, Klopp se exaltou durante uma briga com a mulher, socou-a e cortou sua garganta, e então esmagou sua cabeça com um machado. Após o crime, Klopp enrolou o corpo de Stephanie e escondeu-o.

Logo em seguida, pegou os dois filhos, que não viram o assassinato acontecer e levou-os para a casa dos avós. Klopp realizou uma ligação à polícia e confessou ter matado sua esposa. Depois da investigação, foi descoberto que Stephanie também tinha sido sexualmente abusada, porém não se sabe se a moça estava consciente ou não durante o ato.

Após um tempo preso, Dustin se enforcou em sua cela, sendo então levado às pressas ao hospital. Pouco tempo depois foi declarada sua morte cerebral.


2- JonBenét Ramsey

O assassinato da mini-miss é muito popular entre os casos sem soluções. Com seis anos de idade, JonBenét foi abusada sexualmente e estrangulada no dia 25 de dezembro.

A garotinha nasceu em agosto de 1990 em Atlanta, na Georgia. Ela era famosa por sua beleza e participava de diversos concursos infantis. Seguia o caminho de sua mãe, Patricia, que também já havia sido miss no passado.

O caso tomou grande proporção, pois na época, JonBenét foi inscrita em um concurso de beleza infantil por sua mãe, portanto, a garota não pôde participar e seu assassinato tomou fama.

Na manhã do dia 26 de dezembro de 1996, uma carta de resgate foi encontrada por sua mãe, que ligou para a polícia. Entretanto, na tarde daquele mesmo dia, seu pai, John, encontrou o corpo da menina no porão de sua casa. Ela tinha um garrote no pescoço. O DNA encontrado no corpo da garota não era compatível com seus pais ou seu irmão, era o DNA de um homem desconhecido.

Mesmo após anos de investigação, a morte da jovem JonBenét ainda é um mistério para todos.


3- Os Lawson

Na manhã de Natal de 1929, na Carolina do Norte, Charles Lawson assassinou sua esposa e seus filhos, logo antes de cometer suicídio. O que causa revolta neste caso é que os motivos que levaram Charles a cometer tal ato são um mistério.

O caso ocorreu na época da Grande Depressão, entretanto, ter dinheiro para apetrechos era algo muito difícil, mas Charles fez um esforço e fez um tipo de surpresa para a família. Semanas antes do natal, levou todos para um passeio em Winston-Salem, cerca de 20km de distância de onde moravam para tirar uma foto.

Na manhã de Natal, algumas de suas filhas estavam a fazer bolos na cozinha enquanto ele e seu filho mais velho foram caçar. Charles estava sem munição, então ele mandou seu filho, Arthur, atrás de mais. Foi lá em Germantown, que Arthur ouviu dizer que havia ocorrido uma tragédia em sua casa.

Os corpos foram achados em diversos lugares da casa. A polícia logo foi acionada, mas Charles não foi encontrado de primeira. Horas depois, o corpo de Charles foi encontrado morto. O homem havia atirado em si mesmo.


4- Matança Natalina

Pouco antes do Natal, por volta do dia 22 de dezembro de 1987, Ronald Gene Simmons decidiu matar sua família.

Primeiro, o homem matou sua esposa e seu filho mais velho com um tiro em cada. Em seguida, matou sua neta de três anos de idade, escondeu os corpos e esperou seus outros filhos chegarem em casa. Quando chegaram, Ronald matou mais 4 crianças. Após seus crimes, o homem viveu quatro dias com os corpos dentro de casa. No dia 26 de dezembro, alguns parentes vieram para sua casa para visitar, afinal, Natal é época de ver a família. Quando chegaram na casa de Ronald, o homem os matou. Dessa vez era seu filho, sua nora, seu neto de 1 ano, sua filha mais velha e o marido de sua filha. Os corpos ficaram em sua casa e ninguém suspeitava de nada, até que Ronald saiu da residência no dia 28 de dezembro para então matar pessoas aleatórias, como uma recepcionista, o dono de um estabelecimento e mais quatro desconhecidos.

O homem logo saiu do estabelecimento onde estava e esperou a polícia pacientemente, não hesitou em colocar a arma no chão quando pedido. Foi acusado de 16 assassinatos, e foi sentenciado à pena de morte. Ronald recebeu sua injeção letal no dia 25 de junho de 1990.


5- Fogaréu misterioso

Na véspera de Natal de 1945, em uma cidade chamada Fayetteville, Virginia, a casa da família Sodder começou a pegar fogo.

George e Jennie Sodder conseguiram fugir com seus dois filhos mais velhos e suas duas filhas mais velhas, porém seus cinco filhos do meio faleceram no incêndio e nunca foram encontrados.

Diversas pessoas acreditam que o sindicato dos crimes esteja por trás do trágico incêndio na casa da família Sodder. Os sobreviventes dedicaram suas vidas a descobrir o motivo do fogo que matou seu filhos e irmãos, mas infelizmente morreram mais tarde sem saber o que realmente havia acontecido.


6- Sessão de tortura

Kristy Bamu era um jovem congolês que tinha apenas 15 anos quando foi submetido a uma sessão de tortura de 4 dias, até ser morto no Natal de 2010.

Os autores de tal crime cruel são Magalie Bamu, sua irmã, e Eric Bikubi, seu cunhado. Eles torturaram o garoto por acreditarem que ele estava envolvido com bruxaria.

As torturas eram baseadas em espancamento. Ambos dizem que batiam em Kristy para “remover os espíritos malignos de seu corpo”, por isso se dizem inocentes de assassinato. O corpo do jovem Kristy foi encontrado em uma banheira cheia de sangue, uma cena de embrulhar o estômago.

Magalie e Eric

7- Papai Noel assassino

Era véspera de Natal de 2004. Em uma pequena cidade chamada Covina, em uma das festas da vizinhança, estavam cerca de 25 amigos próximos se divertindo. A campainha tocou e uma das crianças da casa correu para abrir a porta. A menina de 8 anos se deparou com um homem vestido de papai noel.

O papai noel era, na verdade, um ex-marido de uma das moças da festa. Seu nome era Bruce Jeffrey Pardo e ele estava pronto para massacrar a feliz festa de natal.

O homem carregava três armas. Ele entrou na festa e começou a atirar em todos que estavam em seu campo de visão. Nove pessoas morreram e outras ficaram severamente feridas. Bruce correu para fora da casa e ateou fogo nela. Seu plano era ir para a casa de seu irmão, pouco distante dali, vender explosivos feitos a mão e fugir para o Canadá. Porém, o fogo havia chegado em sua roupa de papai noel, assim, derretendo-a em boa parte e causando queimaduras de terceiro grau na pele de Bruce. O homem não aguentou a dor, então colocou uma arma em sua cabeça e atirou.


8- Kill Bill

William ‘Bill’ Stevenson quis passar o Natal de 2013 com alguns amigos. Mal sabia o homem que ele estava prestes a ser morto, e que seu corpo seria encontrado apenas um ano depois.

Bill foi desnorteado com pedradas na cabeça até a morte. Logo depois seu corpo foi colocado em um veículo e ateado fogo. Seus restos mortais foram encontrados no dia 2 de janeiro de 2014. Danielle Kerr foi uma das assassinas de Bill. Durante seu julgamento, a moça fez piadas com a morte do homem, citando o filme ‘Kill Bill’ onde a tradução seria ‘Mate Bill’.

Danielle Kerr

9- Presente especial

Alexis Valdez tinha 18 anos quando tudo aconteceu. O jovem morava com sua tia e o namorado dela e o casal havia combinado de deixar Alexis viver com eles se ele continuasse na escola, trabalhasse e ajudasse a pagar as contas. O garoto concordou com os termos.

No entanto, certo dia, Alexis saiu da escola, de seu emprego e parou de cumprir com o que deveria. Então, sua tia e o namorado decidiram colocar Alexis para fora. O pedido foi feito no dia do Natal. Alexis ficou furioso, pegou um martelo e começou a espancar o namorado da tia, o desmembrou e colocou a cabeça do homem na cama da tia. Ele disse que era como um presente.

Então, ligou para a polícia e se entregou. O garoto diz que se a tia também estivesse em casa, teria a matado.


10- Natal sem a mamãe

Na Califórnia, Los Angeles, era dia 25 de dezembro de 2010, quando Kashmier James foi asassinada na frente de sua filha de três anos, Niveah.

Kashmier e sua filha tinham passado uma parte do Natal com amigos. Quando a festa acabou, as duas voltaram para o carro. Nesse momento, um carro passou e atirou em Kashmier, que estava despreparada. Niveah, sem entender nada, estava sentada no banco de trás e viu toda a cena. Em uma conferência, deram o microfone para Niveah. Ela disse “Por favor, ajudem a mamãe”.

Os assassinos de aluguel tinham por volta de 16 anos. Mais tarde foi descoberto que eles haviam errado a identidade de Kashmier, ou seja, ela não era a moça que eles foram contratados para matar. Kashmier estava no lugar errado e na hora errada.


1 comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s