Eugênio Chipkevitch, o ex médico que abusava sexualmente de seus pacientes


Eugênio Chipkevitch

Conheça o caso de um médico que se aproveitou de sua profissão para satisfazer seus desejos de pedofilia, e pegou 114 anos de prisão no Brasil.

Eugênio Chipkevitch nasceu em 1954, na República Socialista Soviética da Ucrânia. Como seus pais iam contra as crenças da união soviética, a família decidiu fugir e vir para o Brasil. Ele, então, acabou se tornando um nome de respeito no ramo profissional da atuação, tendo também bastante conhecimento na área de Medicina. Chegou a ter seu nome mencionado num ranking dos dois mil cientistas mais famosos no século 20.

Eugênio atuava na área da hebiatria, que é a área da ciência especializada em adolescentes, atendendo pessoas de classe alta. Em 2002, um técnico de uma empresa de telefone estranhou um saco de lixo no formato de um quadrado, e abriu para ver qual era o conteúdo do saco. Dentro, haviam diversas fitas de vídeos. Ele, então, decidiu levar para casa para ver se algumas das fitas poderiam ser reutilizadas. Para sua surpresa, as fitas continham um explícito conteúdo de Eugênio abusando dos seus jovens pacientes.

O técnico pegou 2 das 35 fitas e entregou à famosas empresas de televisão, como SBT e Rede Globo. As demais foram entregues à Polícia Cívil. Chipkevitch abusava sexualmente de meninos entre as idades de 8 a 17 anos. As fitas mostravam o homem sedando seus pacientes, com o que ele alegava ser “vacina”. Então, ele retirava as roupas dos garotos, e os acomodava na maca. Em algumas situações, até modificava as genitais da vítima.

reprodução: IMDb

Na noite do dia 20 de março de 2002, um pedaço da fita entregue ao SBT foi ao ar durante o Programa do Ratinho. Nessa época, o médico ainda não tinha seu nome conhecido em sua área de trabalho. Porém, uma mãe reconheceu-o, foi até a polícia e revelou a identidade do criminoso. No dia seguinte, Eugênio foi preso em sua própria casa. A partir daí, a polícia começou a investigar a identidade das vítimas mostradas nas gravações.

Esse caso tornou-se muito popular, todos sabiam do homem e o que ele fez. Em 2004, seu caso já estava decidido: Eugênio foi condenado a 128 anos de prisão em regime fechado. Porém, não muito tempo depois, sua pena foi diminuída para 114 anos de prisão em regime fechado. Ele se encontra num presídio em Sorocaba, que também abriga uma grande quantidade de pedófilos e estupradores.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s