Três crimes que nunca foram solucionados

DÁLIA NEGRA


O corpo de Elizabeth Short, de 23 anos, foi encontrando por Betty Bersinger, em um terreno de Los Angelos, em 15 de janeiro de 1947. Betty e sua filha, que tinha apenas três anos na época, passeavam na rua quando avistaram um corpo. Achando que era um manequim, ao se aproximarem, viram que a atriz estava brutalmente mutilada.

O tronco de Elizabeth estava separado do restante do corpo, deixando à mostra o intestino, que estava em baixo de sua nádega. Haviam sinais de cortes pelo corpo todo, destacando-se o de seus seios e coxas. O mais impactante de todos era o da boca, formando o “sorriso de Glasgow”. Apesar da brutalidade, o assassino quis mostrar “cuidado” pela vítima drenando o sangue do seu corpo e o deixando limpo.

“Eram as marcas de um assassino sádico e de luxúria… Especulou-se que ele, ou tinha treinamento médico, ou experiência com o manuseio de cadáveres em um necrotério”, disse Eatwell, autora do livro Dália Negra. De acordo com ela, o crime foi encomendado pelo dinamarquês Mark Hansen, ligado diretamente ao show business, e cometido por Leslin Dilan, que trabalhou por muito tempo em um necrotério. O caso nunca foi completamente resolve e, inclusive, houveram boatos de que o crime foi acobertado pela divisão de homicídios.

O HOMEM DO MACHADO


Em março de 1918, um assassino em série começou a atacar em Nova Orleans. Aparentemente, ele não tinha um padrão de pessoas ou gêneros, formando um total de mais 20 vítimas e 12 assassinas, dentre eles homens, mulheres, crianças, idosos e imigrantes. Suas vítimas eram atacadas com um machado e grande parte se encontravam em suas próprias residências.

No dia 13 de março de 1919, a imprensa local de Nova Orleans recebeu uma carta do suposto assassino, onde ele diz que na próxima terça faria uma vítima e que não só iria atacar as casas que estivem tocando jazz. Com medo, todas as residências da localidade fizeram o que o Axeman solicitou. Não houve nenhuma delito no local naquele noite.

Em dia 27 de outubro do mesmo ano, Axeman, como era conhecido, fez sua última vítima. Mike Pepitona foi encontrando por sua esposa morto, mergulhado em sangue, na sua própria sala. A esposa avistou o assassino fugindo, porém, não relatou nas investigações. Todos esses crimes nunca foram solucionados e nenhum suspeito foi julgado ou condenado. No entanto, há especulações de que o criminoso seja Joseph Momfre, um homem morto a tiros em dezembro de 1920 pela viúva de Mike. Supostamente, o Homem do Machado foi reconhecido e a mulher resolver fazer justiça com as próprias mãos.

TIMMOTHY PITZEN


Timmothy Pitzen tinha apenas seis anos na época de seu desaparecimento. Filho de James Pitzem e Amy Joan Fly-Pitzen, morava em Illinois, nos Estados Unidos. Na manhã do dia 11 de maio de 2011, o pai levou seu filho para a escola, porém, algumas horas depois, sua esposa o buscou alegando problemas familiares. Após isso, os dois fizeram uma viagem. Amy e Timmothy visitaram um parque aquático, um zoológico e, à noite, passaram em um resort. No dia seguindo, foram em outro parque, este, sendo o último local em que a criança foi avistada.

Dias depois, Amy foi encontrando morta em um hotel de Illinois. O motivo de sua morte, segundo as autoridades, foi suicídio. Ela tinha cortado os pulsos com uma faca. Junto ao seu corpo havia uma carta onde ela pedia desculpas e dizia que Timmothy estava bem, mas que ninguém nunca encontraria. Apesar de todo o esforço para encontrar o garoto, até hoje não se sabe se ele está vivo ou morto.

Oito anos depois, em abril de 2019, o caso foi reaberto após um jovem afirmar ser Timmothy. No entanto, segundo o teste de DNA, a resposta foi negativa. Para a família, há a esperança de que ele esteja vivo e um dia possa reaparecer.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s