Issei Sagawa: O canibal japonês


Chamou para ir jantar e acabou devorando-a. Conheça o caso do famoso Issei Sagawa, o homem que andou livremente após ingerir carne humana de uma colega.

Issei Sagawa nasceu no dia 26 de abril de 1949, em Kobe, Japão. Filho de uma família rica, seu pai se chama Akira Sagawa. Infelizmente não se tem conhecimento sobre a mãe de Issei.

O homem nasceu prematuro, médicos não acreditavam que ele sobreviveria, ele era pequeno e magro. Issei já chegou a dizer que acredita que ele não é deste planeta, e sim que veio de um lugar de canibais e foi jogado na terra em forma de um bebê indefeso. Porém, ele cresceu normalmente, conta que sua infância foi a melhor época de sua vida e que cresceu muito feliz e com pais amorosos.

Por conta de sua aparência fraca, possuía poucos amigos, portanto, desenvolveu uma paixão por literatura. Ele diz que sentiu seu primeiro desejo canibal quando estava na primeira série, após ver uma coxa masculina na escola.

reprodução: bangkok post

Issei era sempre atraído por mulheres estrangeiras, ele diz que deve ser por conta dele ser baixo e fraco, e mulheres estrangeiras serem altas e bonitas e que a carne delas o faria mais forte e o traria benefícios.

Quando criança, Issei não foi ensinado sobre educação sexual simples, o mesmo disse que sexo era um tabu em sua casa. Por conta disso, quando teve sua primeira ereção, ele acreditava estar doente e não sabia o que fazer, então colocou seu cachorro para lamber sua genitália, tentando amenizar a ereção. Ele acredita que seus estranhos desejos sexuais começaram por volta dessa época.

Sagawa conta que já tentou atacar uma vizinha de sua avó, entrou pela janela e invadiu seu quarto. Sua intenção era devorar algumas partes das nádegas da moça, mas, segundo ele, ela acordou e rapidamente o empurrou. Ele chegou a ser acusado de tentativa de estupro, pois não chegou a dizer a polícia suas reais intenções, a queixa não deu caminho, já que seu pai comprou sua indenização.

Aos 28 anos, Issei deixou o Japão e foi para Paris estudar literatura, algo que ele gostava muito. Nessa época, sua obsessão pelo canibalismo era enorme e ele desejava constantemente sobre.

Já com 32 anos, no dia 11 de junho de 1981, Issei convidou uma colega holandesa, Renée Hartevelt, para seu apartamento, dizendo que iriam jantar e para ela ajudá-lo a traduzir um poema para a escola.

Enquanto a moça estava distraída e de costas para Issei, ele pegou uma arma e mirou na nuca dela, e então atirou. Ele fala que a moça estava falando em um momento e logo caiu junto com a cadeira.

Sagawa colocou uma toalha embaixo da cabeça de Renée, pois tinha medo de sangue, como o mesmo disse. Tirou as roupas da jovem e tentou morder sua nádega, mas não conseguiu, por conta da pele ser muito borrachuda. Em seguida, tentou cortar com uma faca pequena de fruta, novamente, sem sucesso. Ele então saiu do apartamento e foi a um mercado comprar uma faca de carne e, com esse utensílio, ele conseguiu fazer o corte na pele da garota.

Ele descreve a primeira camada da pele uma textura estranha, como um tipo de milho. Começou a ir mais fundo até chegar na carne vermelha, que foi a parte que Issei consumiu. Separou as partes que mais o interessavam e guardou em sua geladeira para comer no dia a dia.

Dias depois, o corpo da moça começou a feder e apodrecer, foi então que Issei colocou seus restos mortais em uma mala e foi dispensá-la num parque. Não estava tão tarde, então pessoas avistaram o sangue saindo da mala e chamaram a polícia.

Sagawa foi detido por policiais, que revistaram seu apartamento e acharam muita carne de Renée em sua geladeira.

Issei Sagawa confessou o homicídio, porém, pegou apenas dois anos de prisão e um tempo em um hospital psiquiátrico, pois foi julgado que ele tinha algum distúrbio mental.

Hoje, Sagawa tem 71 anos e é visto como algum tipo de celebridade ou somente alguém famoso, ele diz em diversas entrevistas que se tivesse pensado duas vezes naquela noite, ele nunca teria matado a colega.

Existe um documentário chamado “Caniba”, produzido por Lucien Castaing-Taylor e Verena Paravel em 2017, que conta o caso de Issei.

4 comentários em “Issei Sagawa: O canibal japonês

Adicione o seu

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: