Você já imaginou ser fotografado, sem saber que poderia ser seu último retrato com vida? Fotos que foram tiradas antes da morte:


Fotografia número 1 :

Kris Kremers e Lisanne Froon tiraram essa selfie durante uma caminhada no Panamá em 2014. As duas turistas holandesas realizariam a caminhada na mata com um guia, mas, por algum motivo, decidiram sair sozinhas um dia antes e durante o passeio, tentaram ligar para a emergência.

Kris Kremers e Lisanne Froon.

Uma mochila contendo roupas, passaportes, celulares e uma câmera, foi recuperada. A câmera continha 90 fotos, entre elas, uma de pertences espalhadas sobre uma rocha, um tecido pendurado em uma árvore e uma foto de uma das vítimas de costas. Seus ossos foram encontrados na mata.

Foto de uma das vítimas desparecida.
A mochila encontrada.

Fotografia número 2:

Em 1993, uma câmera de segurança de um shopping da Inglaterra filmou James Bulger, de 2 anos, de mãos dadas com um garoto de 10 anos de idade, indo para o lado de fora. Eles encontraram outro garoto de 10 anos. Juntos, os dois meninos de 10 anos assassinaram James, o mais novo.

James sendo levado por um dos garotos.
A vítima James Bulger.

James foi espancado com uma barra de ferro de 10kg e tijolos, teve baterias colocadas em sua boca e ânus, além de ter sido abusado sexualmente. Os assassinos foram condenados e receberam liberdade condicional aos 21 anos, ganhando novas identidades para viverem anonimamente.

Robert Thompson e Jon Venables condenados por matar James Bulger.

Fotografia número 3:

Arnel Buenaflor foi fotografado ao disparar contra Reynaldo Dagsa, um vereador filipino, que foi atingido quando pressionou o botão da câmera. Reynaldo morreu no hospital. Arnel Buenaflor era um ladrão de carros que foi libertado por fiança e possivelmente queria vingança.

Reynaldo foi o responsável pela prisão de Arnel, em 2010. Na imagem, Reynaldo Dagsa estava em frente à sua casa com a sua família (esposa, filha e uma familiar idosa) em período de Ano Novo, pouco depois da meia-noite do dia 01 de janeiro de 2011.

Fotografia número 4:

John Lennon, fundador e vocalista da banda The Beatles, em 8 de dezembro de 1980, segunda-feira, enquanto dava um autógrafo para Mark David Chapman, um “fã”, que o assassinou à tiros horas após a fotografia, quando o artista retornava ao seu apartamento durante a noite.

Jhon Lennon ao lado de seu assassino.

Lennon chegava ao prédio no qual morava em Nova York, quando foi acertado com 4 tiros. O assassino de 25 anos tinha John como ídolo, mas “começou a praticar a religião” e a odiar as letras dos Beatles, como “God”, na qual John Lennon parecia não acreditar em Jesus ou na Bíblia.

A foto do assassino de John Lennon.

Fotografia número 5:

Em outubro de 2013 — Massachussets, a professora Colleen Ritzer foi fotografada antes de ser estuprada e morta ao ter a sua garganta cortada, dentro de banheiro da escola em que trabalhava, por seu aluno de 14 anos, Philip Chism, que carregava uma faca e um estilete na mochila.

A professora andando pelo corredor

Philip guardou os documentos e uma peça de roupa íntima da professora. Colleen foi encontrada em uma mata nos arredores da escola e a poucos metros, em um latão de lixo, localizaram roupas da vítima, luvas cheias de sangue e um bilhete do assassino escrito: “Odeio todos vocês”.

Philip em seu julgamento.

Fotografia número 6:

Duas amigas postaram essa selfie no Facebook em 2015. Mais tarde, a garota da esquerda, Cheyenne Antoine (21 anos), estrangulou sua amiga, Brittney Gargol, com o cinto que está usando na foto, e não se lembrava de estrangular, depois de uma noite consumindo álcool e maconha.

A foto das duas amigas.

Cheyenne se declarou culpada de homicídio culposo (sem a intenção de matar) e foi condenada a sete anos de prisão pela morte da amiga, de 18 anos de idade, em 2015, no Canadá. Cheyenne chegou a fazer uma publicação na da linha do tempo da vítima: “Cadê você? Não deu notícias”.

Cheyanne fazendo um texto para sua amiga após a ter matado.

Fotografia número 7:

Essa foi a última foto de Jolee Callan, de 18 anos, antes de seu ex-namorado, de 20 anos, atirar na nuca e entre os olhos dela duas vezes com uma arma de fogo, e depois, jogá-la de um penhasco. Os dois estavam fazendo uma caminhada juntos nas montanhas do Alabama, em 2015.

Horas depois, ele ligou para a polícia e se entregou, insistindo que os dois tinham um pacto de suicídio, que não conseguiu completar depois de matá-la. A família dela discordou. Ele foi condenado a 52 anos de prisão. Depois do crime, ele publicou imagens dela no Instagram.

Os investigadores consideraram que Loren realizou seu plano de homicídio porque não aceitava que Jolee tivesse decidido terminar o relacionamento. Ele se gabou do assassinato em frente de seus companheiros de cela na prisão, comentando que Jolee seria dele ou de mais ninguém.

Fotografia número 8:

Fotografias encontradas em uma área externa de uma loja de comidas na Florida, que mostra duas pessoas amordaçadas no interior de uma van. A garota que aparece nas imagem é, possivelmente, Tara Calico, que está desaparecida desde 1988, aos seus 19 anos. Ela jamais foi encontrada.

As duas pessoas da foto nunca foram encontrados.

Fotografia número 9:

Essa é a imagem de um menino tranquilo em frente ao World Trade Center enquanto pessoas caminhavam e ao fundo, começava o pânico do atentado terrorista de 11 de setembro de 2001, em Nova York. A veracidade da foto foi questionada até ser descoberto que ele se chama Austin Sansone.

O conhecido como “11 de Setembro” foram atentados terroristas realizados pela Al-Qaeda, contra as Torres Gêmeas e contra o Pentágono, quando 19 terroristas islâmicos sequestraram aviões comerciais e lançaram-nos contra os alvos, deixando milhares de pessoas mortas.

O momento em que as torres gêmeas foram atingidas.

Fotografia número 10:

A última foto de Regina Kay, de 14 anos, capturada por Robert Benjamin, um assassino em série. Ela foi sequestrada e presa na traseira de um caminhão, onde foi submetida a abusos. Regina aparece assustada e de cabelo cortado, após ser torturada. Ela morreu por furos de anzóis.

Regina Kay.
O Serial Killer Robert Benjamin.

Fotografia número 11:

Essas são imagens capturadas pelo assassino em série Harvey Glatman, da modelo Judy Ann Dull, de 19 anos de idade, quando estava amarrada antes de ser estrangulada até a morte com uma corda. O assassino a atraiu oferecendo R$ 50.000 para que ela “posasse em fotografias”.

Judy Ann Dull.

Fotografia número 12:

Cherish Perrywinkle, de 8 anos, foi capturada por uma câmera de segurança sendo levada para fora de um Walmart, por seu assassino. Ela estava fazendo compras com sua família quando o criminoso, Donald James Smith, se aproximou deles e se ofereceu para comprar-lhes roupas.

Cherish Perrywinkle e seu assassino Donald James caminhando para fora da loja.

A família estava com Donald no Walmart em 2013, na Flórida, quando ele se ofereceu para levar Cherise a um McDonalds. Depois, o cadáver foi encontrado em um riacho atrás de uma igreja. Acredita-se que ela foi agredida sexualmente e estrangulada até a morte.

Cherish Perrywinkle e Donald James.

Post feito por: L.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

Crie um site ou blog no WordPress.com

Acima ↑

%d blogueiros gostam disto: